sábado, 4 de março de 2017

Evangelho do Dia (04/03/2017)

Evangelho (Lc 5,27-32)

Naquele tempo, 27Jesus viu um cobrador de impostos, chamado Levi, sentado na coletoria. Jesus lhe disse: “Segue-me”. 28Levi deixou tudo, levantou-se e o seguiu.

29Depois, Levi preparou em casa um grande banquete para Jesus. Estava aí grande número de cobradores de impostos e outras pessoas sentadas à mesa com eles. 30Os fariseus e seus mestres da Lei murmuravam e diziam aos discípulos de Jesus: “Por que vós comeis e bebeis com os cobradores de impostos e com os pecadores?”

31Jesus respondeu: “Os que são sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes. 32Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores para a conversão”.

— Palavra da Salvação.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Evangelho do Dia (03/03/2017)

Evangelho (Mt 9,14-15)

Naquele tempo, 14os discípulos de João aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Por que razão nós e os fariseus praticamos jejuns, mas os teus discípulos não?”

15Disse-lhes Jesus: “Por acaso, os amigos do noivo podem estar de luto enquanto o noivo está com eles? Dias virão em que o noivo será tirado do meio deles. Então, sim, eles jejuarão”.

— Palavra da Salvação.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Evangelho do Dia (02/03/2017)

Evangelho (Lc 9,22-25)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 22“O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia”.

23Depois Jesus disse a todos: “Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz cada dia e siga-me. 24Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará.

25Com efeito, de que adianta a um homem ganhar o mundo inteiro, se se perde e se destrói a si mesmo?”

— Palavra da Salvação.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Evangelho do Dia (01/03/2017)

Anúncio do Evangelho (Mt 6,1-6.16-18)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus.

2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, 4de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.

5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar de pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 6Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

16Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 17Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 18para que os homens não vejam que tu estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa”.

— Palavra da Salvação.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Evangelho do Dia (27/02/2017)

Evangelho (Mc 10,17-27)

Naquele tempo, 17quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele, e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”

18Jesus disse: “Por que me chamas de bom? Só Deus é bom, e mais ninguém. 19Tu conheces os mandamentos: não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe!”

20Ele respondeu: “Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude”. 21Jesus olhou para ele com amor, e disse: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!”

22Mas quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico. 23Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos: “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!”

24Os discípulos se admiravam com estas palavras, mas ele disse de novo: “Meus filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus! 25É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus!”

26Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso, e perguntavam uns aos outros: “Então, quem pode ser salvo?” 27Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível”.

— Palavra da Salvação.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Evangelho do Dia (26/02/2017)

Anúncio do Evangelho (Mt 6,24-34)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 24“Ninguém pode servir a dois senhores; pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro.

25Por isso eu vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com o vosso corpo, com o que havereis de vestir. Afinal, a vida não vale mais do que o alimento, e o corpo, mais do que a roupa?

26Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem nem ajuntam em armazéns. No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta. Vós não valeis mais do que os pássaros? 27Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida, só pelo fato de se preocupar com isso?

28E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. 29Porém, eu vos digo: nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. 30Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé?

31Portanto, não vos preocupeis, dizendo: ‘O que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos nos vestir? 32Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso.

33Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo.

34Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia bastam seus próprios problemas”.

— Palavra da Salvação.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Autoridades de Santarém vão a Belém a fim de buscar entendimento para cobranças abusivas de água no Residencial Salvação

Diante dos problemas enfrentados pelos moradores do Residencial Salvação quanto a cobranças abusivas no valor do abastecimento de água, a Prefeitura de Santarém e a Câmara de Vereadores enviaram ofício, assinado pelo prefeito Nélio Aguiar e pelo presidente do Legislativo, vereador Antônio Rocha, solicitando aplicação de tarifa social  na cobrança dos talões de água daqueles moradores.

No documento, os representantes do legislativo e do executivo destacaram a incoerência de que no município: “Não existe o controle por parte da Cosanpa do consumo mensal de água nas residências e comércios locais, razão pela qual a cobrança é feita por valor estimado – uma espécie de consumo aproximado, denominado tarifa única. Todavia, os munícipes contemplados com moradoria no residencial Salvação, ao receberem seus imóveis, se depararam com os hidrômetros, marcadores de consumo de água, permanentes e individuais em cada casa daquele programa habitacional. O fato é que realmente existe contradição, eis que todas as pessoas contempladas com moradia naquele local, de certo se encaixam no perfil de ‘baixa renda’, portanto, comprovadamente detentores de direitos sociais diferenciados”, defende o ofício enviado à Cosanpa.

Com a intenção de reforçar o pedido feito no documento, o deputado estadual Junior Ferrari solicitou uma reunião com o diretor/presidente interino da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Fernando José da Costa Martins. O encontro foi realizado na manhã desta quinta-feira (23), em Belém.

Participaram da reunião a chefe da divisão de planejamento e projetos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), Alba Valéria; o presidente da Câmara Antônio Rocha; o deputado estadual Junior Ferrari; os vereadores Henderson Pinto, Emir Aguiar e Dayan Serique e o presidente do Conselho Fiscal da Associação do Residencial Salvação, Senazar Guimarães.

A reunião resultou em dois encaminhamentos.  Primeiro, nesta sexta-feira (24), a  equipe da Cosanpa vai verificar caso a caso as faturas dos moradores que vieram com valores acima da média e corrigir as distorções, acompanhados por membros da Câmara e da Prefeitura. Segundo, que será enviada uma resposta ao ofício encaminhado. 

CCOM Prefeitura de Santarém

Evangelho do Dia (25/02/2017)

Evangelho (Mc 10,13-16)

Naquele tempo, 13traziam crianças para que Jesus as tocasse. Mas os discípulos as repreendiam. 14Vendo isso, Jesus se aborreceu e disse: “deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas.

15Em verdade vos digo: quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele”. 16Ele abraçava as crianças e as abençoava, impondo-lhes as mãos.

— Palavra da Salvação.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

A Grande Muralha: Um filme modesto, mas que lhe gruda na tela

Sinopse
No século XV, William (Matt Damon) e Tovar (Pedro Pascal) são dois mercenários em busca de “pó negro” (pólvora). Depois de escaparem do ataque de uma criatura misteriosa, eles se encontram, acidentalmente, aos pés da Grande Muralha. Lá, eles acabam aprisionados pelos guerreiros chineses, que estão na iminência de sofrerem um ataque. Reza a lenda que, a cada 60 anos, uma horda de monstros tenta transpassar a barreira, para se alimentar dos humanos que vivem do outro lado.

Críticas
Apesar da pompa do lançamento e da grandiosidade da campanha de marketing, A Grande Muralha é um filme modesto. O novo trabalho de Zhang Yimou (Herói) é o ápice da mistura entre a exuberância técnica do cinema chinês e o cinema pipoca americano; aquele pautado por estereótipos clássicos e uma jornada previsível. Focado no compromisso estético e na simplória aventura do gaijin vivido por Matt Damon, a produção que parece a mais caras da Sessões da Tarde, triunfa ao não se comprometer com personagens profundos ou uma história cheia de significados. A Grande Muralha é uma diversão honesta e de encher os olhos, do início ao fim.

Damon encarna William, um ladrão europeu que vaga pelas terras orientais ao lado de seu companheiro e ladrão Tovar (Pedro Pascal). Presos em uma emboscada, ambos se veem reféns de um misterioso exército que guarda A Grande Muralha, muro que separa a China de outros territórios. A chegada deles no local coincide com o ataque dos Tao Tei, criaturas monstruosas que pretendem destruir o planeta. De repente, de reféns, os dois passam a ser soldados úteis no combate e passam a questionar toda a conduta que tinham até ali.

A jornada de William é executada pelo roteiro dentro dos padrões clássicos do herói inesperado. Sem nenhuma vergonha, o filme inclui ao lado do protagonista os coadjuvantes que cumprem papéis simplórios na redenção de Damon: um alívio cômico, um traidor e um guia espiritual que o faz enxergar a bondade dentro daquele coração de ladrão. Ainda que seja previsível, a execução é boa. Em termos narrativos, A Grande Muralha é o exemplo de clichê bem executado.

O visual, porém, é o que ficará na memória de quem assistir ao filme. Conhecido pelos efeitos visuais e os movimentos de câmera que usa em sequências de ação, Yimou explora ainda mais as possibilidades que a gigantesca parede de pedra permite. Desde a altura vertiginosa até a vastidão das ruas que compõem a muralha. O cinza dos "tijolos" servem apenas como paisagem, visto que o exército guardião do local é dividido em várias castas diferenciadas pela cor da armadura. Dessa forma, Yimou consegue não só distinguir o tipo de ação que quer quando foca em um grupo, mas também enche a tela com um balé a lá Dynasty Warriors, com lutas cheias de cores e acrobacias diferentes.

Zhang Yimou deixa de lado qualquer pretensão poética para focar na aventura de um simples estrangeiro habilidoso com arco e flecha. Habilidoso com a câmera e efeitos visuais, o diretor acerta a mão na mitologia apresentada e cativa o espectador com arquétipos classicos do cinema hollywoodiano. E por ter consciência da simplicidade da própria história, A Grande Muralha funciona como ótima diversão.

Fonte: Omelete.uol.com.br

Abertas as inscrições para Natação e Hidroginástica

Interessados em fazer aulas de natação e hidroginástica do programa Vida Ativa/Lazer na Comunidade, da Prefeitura Municipal de Santarém, devem fazer suas inscrições com as professoras Suany Menezes e Carla Cibele, no campus da Universidade Estadual do Pará, localizado na Av. Plácido de Castro, bairro Aparecida. As vagas são limitadas.

Para as turmas de natação, serão aceitas crianças a partir dos 9 anos de idade, jovens, adultos e idosos. As turmas funcionarão das 08h30 às 09h30, 15h às 16h e das 16h às 17h.

Para hidroginástica, haverá turmas apenas de adultos e idosos nos seguintes horários: 06h30 às 07h30; 07h30 às 08h30; 17h00 às 18h00; 18h às 19h; 19h às 20h.

As aulas acontecerão todas as segundas, quartas e sextas-feiras.

CCOM Prefeitura de Santarém

Evangelho do Dia (24/02/2017)

Evangelho (Mc 10,1-12)

Naquele tempo, 1Jesus foi para o território da Judeia, do outro lado do rio Jordão. As multidões se reuniram de novo em torno de Jesus. E ele, como de costume, as ensinava. 2Alguns fariseus se aproximaram de Jesus. Para pô-lo à prova, perguntaram se era permitido ao homem divorciar-se de sua mulher.

3Jesus perguntou: “O que Moisés vos ordenou?” 4Os fariseus responderam: “Moisés permitiu escrever uma certidão de divórcio e despedi-la”. 5Jesus então disse: “Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés vos escreveu este mandamento. 6No entanto, desde o começo da criação, Deus os fez homem e mulher. 7Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. 8Assim, já não são dois, mas uma só carne. 9Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!”

10Em casa, os discípulos fizeram, novamente, perguntas sobre o mesmo assunto. 11Jesus respondeu: “Quem se divorciar de sua mulher e casar com outra, cometerá adultério contra a primeira. 12E se a mulher se divorciar de seu marido e casar com outro, cometerá adultério”.

— Palavra da Salvação.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Escola de Artes Emir Bemerguy abre inscrições para Curso de Artes Plásticas

A Prefeitura de Santarém, por meio da Escola de Artes Emir Hermes Bemerguy, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), inicia nesta quinta-feira (23) as inscrições para o curso de artes plásticas, que será ofertado a partir do dia 06 de março. O curso funcionará com turmas a partir de 8 anos até a melhor idade. Com os idosos, será trabalhada a arte-terapia, uma forma de usar a arte como maneira de comunicação, buscando uma produção artística a favor da saúde.

As inscrições prosseguem até o dia 03 de março. Para se inscrever, os interessados devem procurar a Secretaria da Escola Municipal de Artes Emir Hermes Bemerguy, localizada na Rua Hortência com Alameda 03, bairro Jardim Santarém, em horário comercial, com os seguintes documentos: Comprovante de residência, RG ou certidão de nascimento (cópias).

O curso terá turmas pela manhã e tarde.

CCOM Prefeitura de Santarém

Time do São Francisco dá o sangue, mas não consegue evitar goleada de 6 a 0 para o Cruzeiro

O time do Cruzeiro dominou toda a partida 
O Cruzeiro não teve pena do São Francisco-PA, no Mineirão, na noite desta quarta-feira, e confirmou a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil com uma maiúscula vitória por 6 a 0. Na noite que marcou a estreia de Thiago Neves pelo clube mineiro, Rafael Sobis foi o nome do jogo, com quatro gols marcados. Robinho e Arrascaeta completaram a goleada. O primeiro jogo de Thiago Neves foi muito bom. O meia participou de três gols, dando duas assistências, e mostrou desenvoltura com os companheiros, mesmo com o pouco entrosamento.

PRIMEIRO TEMPO
Foi um jogo atípico. A diferença entre os dois times é tão grande que fica difícil fazer uma análise do que aconteceu no Mineirão. Foi um verdadeiro massacre. O São Francisco ficou impotente diante de tanta superioridade do Cruzeiro. O time mineiro fez o que quis em campo, e construiu a vitória nos primeiros 45 minutos. Aliás, construiu a goleada. Só no primeiro tempo foram cinco gols, sendo quatro marcados por Rafael Sobis, aos quatro, 21, 25 e 36 minutos. Robinho, aos 17 fez o outro gol. Thiago Neves, a grande atração da noite, teve participação direta em três gols, além de ter marcado o seu, mal anulado pela arbitragem.

DESTAQUESEGUNDO TEMPO
O ritmo do Cruzeiro diminuiu, como era de se esperar. Com a vitória e a classificação garantidas, era natural que os jogadores se poupassem e evitassem os lances mais ríspidos. Aos 19 minutos, Thiago Neves deu lugar para Alisson. O meia saiu sob aplausos calorosos da torcida, que aprovou sua estreia. Mesmo mais lento, o Cruzeiro ainda fez mais um gol. Aos 31 minutos, Arrascaeta aproveitou rebote, após belo chute de Lucas Silva no travessão, marcou o sexto e deu números finais à goleada.

Fonte: Globo Esporte

Evangelho do Dia (23/02/2017)

Evangelho (Mc 9,41-50)

Naquele tempo, 41disse Jesus aos seus discípulos: “Quem vos der a beber um copo de água, porque sois de Cristo, não ficará sem receber a sua recompensa. 42E se alguém escandalizar um desses pequeninos que creem, melhor seria que fosse jogado no mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço.

43Se tua mão te leva a pecar, corta-a! 44É melhor entrar na Vida sem uma das mãos, do que, tendo as duas, ir para o inferno, para o fogo que nunca se apaga. 45Se teu pé te leva a pecar, corta-o! 46É melhor entrar na Vida sem um dos pés, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno. 47Se teu olho te leva a pecar, arranca-o! É melhor entrar no Reino de Deus com um olho só, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno, 48‘onde o verme deles não morre, e o fogo não se apaga’. 49Pois todos hão de ser salgados pelo fogo. 50Coisa boa é o sal. Mas se o sal se tornar insosso, com que lhe restituireis o tempero? Tende, pois, sal em vós mesmos e vivei em paz uns com os outros.

— Palavra da Salvação.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Câmara e Governo cogitam rescindir contrato com a COSANPA

Moradores do Residencial Salvação, representantes de instituições como OAB/ Subseção Santarém, Prefeitura, representantes da Celpa Equatorial e vereadores se reuniram na Câmara Municipal de Santarém nesta terça-feira, 21/02, na sessão “Tribuna Livre” para tratarem do problema dos valores altos das tarifas de energia e água que estariam sendo cobrados aos consumidores do conjunto habitacional. Apesar das reclamações apontarem para os dois serviços, as discussões foram direcionadas principalmente ao da concessionária de abastecimento e saneamento.

Paula Picanço, 25 anos de idade, mora no residencial desde 16 de maio/2016 com o marido e dois filhos. Ela afirmou que a companhia tem cobrado “tarifas absurdas, além disso pagamos mais de 60% de esgoto, e para quem ganha um salário mínimo essa situação é preocupante”.

Ainda segundo a moradora, um hidrômetro foi instalado na casa dela em agosto/2016 pela empresa construtora do residencial, mas no final de dezembro alguns moradores teriam recebido os talões cobrando R$ 800,00 referentes ao consumo de água. “São cobranças absurdas, por isso estamos aqui pedindo ajuda dos vereadores. Sabemos que eles podem cancelar a empresa em nossa cidade, nós temos um microssistema. A COSANPA nunca foi nossa parceira”, aponta.

Senazar Guimarães, presidente do conselho fiscal do residencial, representou na plenária os moradores que lotaram a Câmara, e em suas palavras justificou que a idealização da sessão era definir soluções quanto às altas cobranças no consumo de água, mas lamentou que a empresa envolvida não estivesse presente nas discussões. “A ideia da sessão era discutir o problema, porque não temos condições de pagar o que está sendo cobrado de forma indevida pela COSANPA. Queremos políticas de subsídio, a COSANPA é contra, mas as famílias que residem no [Residencial] Salvação são de baixa renda”.
1
Senazar explicou que um microssistema foi implantado no Residencial pelo Governo Federal para suprir a necessidade do serviço de abastecimento. Ele sugeriu que a administração do equipamento pode ser feita por uma associação ou pela Prefeitura. “A COSANPA não realiza um serviço eficaz. Esperamos que o Poder Executivo e o Legislativo defendam nossa população e retirem a empresa. Queremos qualidade no abastecimento de água”, finaliza.

O requerimento da sessão, subscrito por todos os parlamentares, foi apresentado pelo líder do Governo na Casa, Henderson Pinto (DEM), que deu início aos trabalhos criticando a Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA) pela ausência. “Uma demonstração de desrespeito a esta Casa, ao Poder Executivo que está presente, e de desrespeito à população santarena, que espera que o serviço seja realizado com qualidade”, indigna-se.

O parlamentar ressaltou que mesmo sem a presença da COSANPA no compromisso, os objetivos de discutir e buscar solução ao problema dos altos valores, que estariam sendo cobrados pela Companhia aos moradores do Residencial Salvação, foram mantidos. “A sessão não se prejudicou porque os encaminhamentos continuaram os mesmos: formação de uma comissão mista do Legislativo e do Executivo para ir até Belém com o presidente da COSANPA, com o objetivo de estabelecer uma taxa única no Residencial Salvação”, detalha.

O democrata ainda argumentou na tribuna acerca da possibilidade de rescisão do contrato de concessão dos serviços de abastecimento e saneamento à Companhia em Santarém. “A questão da água é do município e nós temos que cobrar enquanto Poder Público Municipal: Executivo e Legislativo. Uma empresa que está mal administrada, por isso a população em sua maioria pede a saída da COSANPA de Santarém”, orienta.

CELPA EQUATORIAL – Sobre a questão das faturas de energia elétrica, o vereador explicou que a proposta é que a concessionária leve um serviço móvel para dentro do residencial no intuito de que sejam verificadas e resolvidas as pendências junto aos moradores, além de serem feitas vistorias nas residências para que se possa constatar o que de fato estaria ocorrendo para que os valores dos talões de energia estejam altos. “A CELPA se comprometeu em levar o seu escritório itinerante para resolver essas questões a exemplo do que aconteceu no ano passado quando foram atendidas cerca de 1200 famílias”, ressalta.

O executivo de relacionamento com o cliente da CELPA EQUATORIAL, Gilliard Vaz, falou em nome da empresa na sessão. O representante enfatizou que a concessionária está sempre à disposição da sociedade para prestar esclarecimentos, e que já foram realizadas “diversas reuniões lá [Residencial Salvação] e acompanhamento quanto a essa questão das faturas”. De acordo com Vaz, um problema observado pela empresa seria a forma com que estariam utilizando a energia no residencial. “Porque a gente só cobra o que está em nosso registro”, argumenta.

O executivo admitiu que existiram erros nas cobranças logo que o residencial foi liberado para os moradores. “Fizemos a leitura por estimativa, mas foi lá no início. Agora são casos pontuais”. Gilliard Vaz explicou ainda que o programa de cobrança diferenciado denominado ‘baixa renda’ é um desconto de 10% a 65%, mas depende da forma com que a energia é usada. “A maioria [das famílias] está habilitada. Tem um critério que é a renda per capita, que tem de ser meio salário mínimo por pessoa dentro da casa”. Ele orienta também que o consumidor precisa retirar o vínculo ao baixa renda da residência anterior e inscrever a nova moradia no programa para ter direito ao benefício.

A respeito do direcionamento dado na sessão, o executivo assegurou que a empresa vai acolher. “Vamos levar o atendimento até lá [Residencial Salvação] e levar algumas equipes para já fazer a fiscalização. Fazer uma série de reuniões. Esperamos que a participação seja bem calorosa. A gente orienta, mas a maioria não está indo”, finaliza.

Prefeitura – O representante da Prefeitura de Santarém na sessão foi o ex-vereador e agora secretário de governo, Erasmo Maia. Ele explanou o posicionamento do governo Nélio Aguiar sobre a situação da companhia de abastecimento. “O município se manifestou em uma ação do Ministério Público Estadual no ano passado [2016] pela manutenção do contrato. Já este Governo [Nélio Aguiar] é o contrário. A decisão é que se estude a viabilidade o mais rápido possível de encerrar o contrato com a COSANPA”. Maia acrescentou que está sendo cogitada pelo Executivo a possibilidade de criação de uma empresa para gerir o abastecimento de água em Santarém “ou abrir uma licitação para empresas desse ramo concorrerem, e aquela que melhor se adequar e for a vencedora, logicamente, vai receber a concessão do serviço”.

Especificamente acerca do Residencial, o secretário falou qual a alternativa apontada pela Prefeitura. “Com relação aos moradores do residencial, há uma sugestão de que enquanto não houver uma solução da empresa, que seja cobrada uma taxa mínima para todos os moradores”.

Não à privatização – Narciso Sena, diretor do Sindicato dos Urbanitários, pediu a palavra na sessão, e expôs o seu posicionamento contrário à possibilidade de privatização da COSANPA. “Nós nos colocamos contra porque a gente sabe que esse processo vai acirrar mais esse debate [dos valores da tarifa] ainda. Se hoje a população acha que a política tarifária é injusta, com o processo de privatização vai ser muito pior. Hoje a tarifa praticada pela COSANPA é a terceira, quarta ou quinta mais barata do Brasil”, afirma.

Questionado pela ASCOM/Câmara sobre a qualidade do serviço, uma vez que é constante as reclamações que chegam ao Poder Legislativo de falta de água no município, o sindicalista foi enfático ao dizer que “a relação do privado é só uma: lucro em cima de lucro, e acabou. Esse discurso de que se privatizar vai melhorar o serviço está muito falacioso, é tendencioso”.

Narciso destacou ainda que “a COSANPA detém o monopólio do serviço no Estado, mas não consegue deslanchar”. De acordo com ele, a concessionária tem sofrido com a falta de investimento. “Preparação [do Governo do Estado] para a privatização. Já saiu no edital do BNDES que a COSANPA está no rol das empresas a serem privatizadas”, detalha.

Segundo o representante dos urbanitários, obras inacabadas são também causas dos problemas de abastecimento em Santarém. “Nós temos quatro reservatórios que não foram concluídos: Álvaro Adolfo, Amparo Conquista, Livramento e Irurá. As verbas saíram pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)”. Sena finalizou afirmando que o Poder Executivo Municipal também teria responsabilidade no insucesso dos investimentos porque não acompanhou as obras. “O Governo do Estado não fiscaliza e o município também não, então fica ao deus-dará”.

CCOM CÂMARA DE VEREADORES

Secretário Pablo Barrudada realiza visita técnica na Flona do Tapajós

Pablo Barudada se reuniu com lideranças
É comunitários para traçar plano de Turismo
A equipe técnica e o secretário de Turismo da Prefeitura de Santarém estiveram na comunidade Jamaraquá, na Floresta Nacional do Tapajós (Flona do Tapajós), em Belterra, Região Metropolitana de Santarém, para uma visita técnica, na última sexta-feira (17), a fim de retomar ações que estão preestabelecidas no Plano Estratégico de Turismo Santarém/Belterra, que busca integrar o desenvolvimento turístico regional no Pará.

O secretário caminhou pela trilha ecológica
Santarém e Belterra, pelo plano estratégico, estão na região turística denominada Destino Tapajós e o objetivo desta visita visa estimular o reconhecimento e identificação das condições espaciais e produtivas, a percepção das potencialidades, a troca e a socialização de informações entre técnicos e moradores das comunidades para a organização de ações estratégicas de desenvolvimento do turismo no contexto regional adequados às reais necessidades e realidade locais.

A comunidade Jamaraquá tem uma expressividade econômica baseada no ecoturismo de base comunitária e se destaca como melhor experiência turística conduzida pelos próprios moradores.
 
Por Tadeu Pinho 

Semma constata crime ambiental em APP no Pérola do Maicá

O desmatamento foi realizado próximo
 a uma nascente
Uma área de aproximadamente 1,5 hectare de floresta desmatada foi o que constatou uma operação realizada pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), com parceria da Polícia Militar e Polícia Civil na manhã desta terça-feira (21), numa Área de Preservação Permanente (APP) no bairro Pérola do Maicá.

A fiscalização foi feita após demandas apresentadas pelo Conselho de Segurança da Grande Área do Maicá (Conseg), em reunião realizada na última terça-feira (14) entre Semma e lideranças comunitárias, sendo recebidas demandas relacionadas às degradações ambientais naquela região. Segundo a secretária municipal de Meio Ambiente Vânia Portela, árvores de lei apresentavam cortes de motosserra recentes. “É lamentável encontrarmos essa situação aqui. É um terreno de APP, onde existia a nascente de um igarapé. A Semma vai elaborar relatório, encaminhar aos demais órgãos competentes, buscar identificar os infratores e puni-los pelos vários crimes ambientais cometidos”, declarou.

Durante a vistoria, os criminosos não foram flagrados no local e nenhum morador soube informar quem eram os autores. A Semma vai tentar identificar os criminosos e notificá-los.

A Semma procederá com embargo da área, seguindo o artigo 48 da Lei 9.605/98, que dispõe sobre as punições e providências para crimes ambientais.

Por Júlio César Guimarães

Evangelho do Dia (22/02/2017)

Evangelho (Mt 16,13-19)

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesaréia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.

17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

— Palavra da Salvação.