quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Evangelho do Dia (16/08/2017)

Evangelho (Mt 18,15-20)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 15“Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão. 16Se ele não te ouvir, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão seja decidida sob a palavra de duas ou três testemunhas. 17Se ele não vos der ouvido, dize-o à Igreja. Se nem mesmo à Igreja ele ouvir, seja tratado como se fosse um pagão ou um pecador público.

18Em verdade vos digo, tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. 19De novo, eu vos digo: se dois de vós estiverem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus. 20Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou ali, no meio deles”.

— Palavra da Salvação.

Evangelho do Dia (15/08/2017)

Evangelho (Mt 18,1-5.10.12-14)

Naquele tempo, 1os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” 2Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles 3e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. 4Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior no Reino dos Céus. 5E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe.

10Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. 12Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? 13Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. 14Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos”.

— Palavra da Salvação.

Evangelho do Dia (14/08/2017)

Evangelho (Mt 17,22-27)

Naquele tempo, 22quando Jesus e os seus discípulos estavam reunidos na Galileia, ele lhes disse: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens. 23Eles o matarão, mas no terceiro dia ele ressuscitará”. E os discípulos ficaram muito tristes. 24Quando chegaram a Cafarnaum, os cobradores do imposto do Templo aproximaram-se de Pedro e perguntaram: “O vosso mestre não paga o imposto do Templo?”

25Pedro respondeu; “Sim, paga”. Ao entrar em casa, Jesus adiantou-se, e perguntou: “Simão, que te parece: Os reis da terra cobram impostos ou taxas de quem: dos filhos ou dos estranhos?” 26Pedro respondeu: “Dos estranhos!” Então Jesus disse: “Logo os filhos são livres. 27Mas, para não escandalizar essa gente, vai ao mar, lança o anzol, e abre a boca do primeiro peixe que pescares. Ali encontrarás uma moeda; pega então a moeda e vai entregá-la a eles, por mim e por ti”.

— Palavra da Salvação.

Evangelho do Dia (13/08/2017)

Anúncio do Evangelho (Mt 14,22-33)

Depois da multiplicação dos pães, 22Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. 23Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho.

24A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário.

25Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar.

26Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo.

27Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!”

28Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, caminhando sobre a água”.

29E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus.

30Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!”

31Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?”

32Assim que subiram no barco, o vento se acalmou.

33Os que estavam no barco prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!”

— Palavra da Salvação.

Evangelho do Dia (11/08/2017)

Evangelho (Mt 16,24-28)

Naquele tempo, 24Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga. 25Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la.

26De fato, de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro mas perder a sua vida? Que poderá alguém dar em troca de sua vida? 27Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. 28Em verdade vos digo: Alguns daqueles que estão aqui não morrerão antes de verem o Filho do Homem vindo com seu Reino”.

— Palavra da Salvação.

sábado, 12 de agosto de 2017

Evangelho do Dia (12/08/2017)

Evangelho (Mt 17,14-20)

Naquele tempo, 14chegando Jesus e seus discípulos junto da multidão, um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se e disse: 15“Senhor, tem piedade de meu filho. Ele é epiléptico, e sofre ataques tão fortes que muitas vezes cai no fogo ou na água. 16Levei-o aos teus discípulos, mas eles não conseguiram curá-lo!”

17Jesus respondeu: “Ó gente sem fé e perversa! Até quando deverei ficar convosco? Até quando vos suportarei? Trazei aqui o menino”. 18Então Jesus o ameaçou e o demônio saiu dele. Na mesma hora, o menino ficou curado. 19Então, os discípulos aproximaram-se de Jesus e lhe perguntaram em particular: “Por que nós não conseguimos expulsar o demônio?”

20Jesus respondeu: “Porque a vossa fé é demasiado pequena. Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé do tamanho de uma semente de mostarda, direis a esta montanha: ‘Vai daqui para lá’ e ela irá. E nada vos será impossível”.

— Palavra da Salvação.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Refletindo

...Quem não se entrega aos desafios da vida, corre o risco de ficar perdido nas voltas obscuras que o mundo dá...

Evangelho do Dia (10/08/2017)

Evangelho (Jo 12,24-26)

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: 24“Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto.

25Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. 26Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará”.

— Palavra da Salvação.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Alepa pedirá informações à Celpa sobre a cobrança de taxas pelo não pagamento da fatura

Na Sessão Ordinária desta quarta-feira (09/08) na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), o deputado estadual Ozório Juvenil protocolou um requerimento (nº 239/2017) solicitando informações à Centrais Elétricas do Pará (Celpa) sobre as penalizações impostas aos consumidores em função do não pagamento de fatura. Um dos questionamentos que está sendo feito pelo parlamentar é em relação à cobrança de taxas para a religação de energia elétrica. “A taxa de religação cobrada pela Celpa obedece a uma tabela com valores diferenciados de acordo com o tempo para o retorno do fornecimento, que varia de 72 horas até a religa em urgência, cuja taxa cobrada é bem maior. Mas, em função da necessidade do serviço, isso acaba pressionando o consumidor a optar pelo pagamento do valor maior. E isso precisa ser explicado”, disse o deputado.

Ozório Juvenil avalia que, nesse caso, o consumidor é duplamente penalizado: com o corte do fornecimento de energia elétrica e com o pagamento da taxa de religação. “Esse procedimento é inaceitável. Precisamos de informações sobre essa cobrança e, dependendo da resposta da Celpa, estudar a situação e discutir uma solução que não penalize tanto a população”, avalia o parlamentar. “Hoje em dia, essa religação não é feita como antes, que as equipes tinham que ir até o local para fazer o serviço nos postes. Hoje, o sistema de religação é feito na Celpa, então, não justifica uma taxa de valor tão alto”, complementa.

O requerimento traz também como justificativa, o fato da Celpa submeter os usuários a vários constrangimentos e punições pelos atrasos no pagamento das contas. De acordo com o documento, “ultrapassada a data-limite de pagamento – e antes da emissão da nova fatura – a empresa efetua o desligamento automático”. A partir daí, ao entrar em contato com a empresa, o consumidor é informado de valores de taxas diferentes para que a religa seja feita em 72 horas, 36 horas e em regime de urgência (até 24 horas). O último valor (urgência) é o mais caro e o consumidor acaba sendo pressionado a pagá-lo para ter a volta imediata do fornecimento de energia.

Além disso, o requerimento também solicita informações à Celpa sobre os casos em que há cobranças de valores exorbitantes – reconhecidamente errados – nas contas dos consumidores. São aqueles casos em que, por exemplo, o usuário paga um valor de consumo médio, em torno de R$ 300,00 e, de repente, recebe uma conta com valor acima de R$ 1.000,00 sem que tenha feito qualquer alteração em seu consumo. “Nesses casos é mais grave a situação porque o consumidor é obrigado a pagar o valor exorbitante para que não seja cortado o fornecimento de energia elétrica, para depois poder fazer a reclamação. “É preciso sustar esse procedimento que intimida e tange o usuário da Celpa a carrear dinheiro para os cofres da empresa, em virtude de uma pressão indevida e inaceitável”, destacou o deputado, na justificativa do requerimento.

Fonte: Ascom

Evangelho do Dia (09/08/2017)

Evangelho (Mt 15,21-28)

Naquele tempo, 21Jesus retirou-se para a região de Tiro e Sidônia. 22Eis que uma mulher cananeia, vindo daquela região, pôs-se a gritar: “Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim: minha filha está cruelmente atormentada por um demônio!” 23Mas, Jesus não lhe respondeu palavra alguma. Então seus discípulos aproximaram-se e lhe pediram: “Manda embora essa mulher, pois ela vem gritando atrás de nós”. 24Jesus respondeu: “Eu fui enviado somente às ovelhas perdidas da casa de Israel”. 25Mas, a mulher, aproximando-se, prostrou-se diante de Jesus, e começou a implorar: “Senhor, socorre-me!” 26Jesus lhe disse: “Não fica bem tirar o pão dos filhos para jogá-los aos cachorrinhos”. 27A mulher insistiu: “É verdade, Senhor; mas os cachorrinhos também comem as migalhas que caem da mesa de seus donos!” 28Diante disso, Jesus lhe disse: “Mulher, grande é a tua fé! Seja feito como tu queres!” E desde aquele momento sua filha ficou curada.

— Palavra da Salvação.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Sespa substitui servidores afastados do 9º Centro Regional em Santarém

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou que nove servidores do setor regulação do 9º Centro Regional de Santarém, na região oeste do Pará, foram afastados preventivamente para atender a Mandado de Intimação para cumprimento de medidas cautelares,determinada pelo juiz Flávio Oliveira Luande, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Santarém, com base nas investigações da Operação Perfuga, deflagrada nesta segunda-feira, 7, pela Polícia Civil e Ministério Público do Estado.
Reginaldo Campos
A direção do 9º Centro Regional informa, também, que já está providenciando a substituição dos profissionais afastados para não prejudicar a marcação de exames, consultas e demais procedimentos à população de 20 municípios atendidos pela unidade. A Sespatambém reitera que está colaborando com as investigações e aguarda o posicionamento da Justiça.
Detalhes do esquema fraudulento que envolvia o emprego de servidores fantasmas na Câmara Municipal e ilícitos no agendamento de exames e consultas no setor regulação do 9º Centro Regional da Sespa, na região oeste do Pará, foram revelados à sociedade nesta segunda feira, 7, durante a operação "Perfuga", deflagrada pela Policia Civil, por meio da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, com o apoio do Ministério Público Estadual.

A operação foi batizada com este nome porque os investigados são servidores públicos que têm o compromisso de servir aos cidadãos, porém abandonaram essa prerrogativa, passando a atender a interesses próprios. A ação teve o objetivo de cumprir dois mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária, cinco conduções coercitivas e 25 mandados de busca e apreensão. De acordo com o superintendente regional de Polícia Civil do Baixo e Médio Amazonas, Gilberto Aguiar, as investigações tinham dois focos: a Câmara Municipal e o setor de regulação da Sespa/9º Centro Regional.

"O trâmite do inquérito policial está sob a presidência do delegado Cleidson Castro. Há seis meses o delegado vem investigando situações que ocorriam na Câmara Municipal, referentes ao emprego de servidores fantasmas, assim como a interferência de pessoas na Sespa em relação a marcação de consultas, sendo que não estava sendo obedecida a ordem da fila de espera. Algumas pessoas estavam burlando essa sequência", informou o superintendente.

Segundo a Polícia Civil, pessoas procuravam o vereador Reginaldo Campos (PSC), militar reformado, que atualmente se encontra preso no quartel do 3º BPM, para solicitar a facilitação de agendamentos de consultas e exames. Essas solicitações eram repassadas para a técnica em enfermagem Sarah Campinas, servidora pública efetiva, que exercia suas funções no setor de regulação da Sespa, a qual providenciava o efetivo agendamento com o apoio de outros servidores da unidade.

De acordo com as investigações da Polícia e do Ministério Público, a servidora Sarah Campinas, que recebia as demandas repassadas pelo vereador Reginaldo Campos, também recebia remuneração mensal da Câmara dos Vereadores. No entanto, não exercia efetivamente a atividade na Casa Legislativa. Foram identificadas, no curso das investigações, outras pessoas que também eram servidores “fantasmas”, ou seja, recebiam remuneração sem efetivamente trabalhar. Entre os servidores fantasmas estavam advogados e pessoas ligadas a lideranças de bairro ou líderes religiosos.

O inquérito policial apura crimes de peculato, falsificação de documento público, corrupção e associação criminosa. "A investigação não cessou com essa operação. Esperamos que novas provas sejam coletadas ao final do inquérito policial", frisou o delegado.

Fonte: Agência Pará

OPERAÇÃO SORRISO OFERECERÁ CURSO EDUCACIONAL GRATUITO E FARÁ SELEÇÃO DE PACIENTES PARA 60 CIRURGIAS GRATUITAS EM SANTARÉM

Os profissionais e estudantes da área de Saúde poderão participar, gratuitamente, do curso “O Paciente Fissurado: Um Olhar Multidisciplinar”, que acontecerá dia 14 de agosto (segunda-feira), a partir das 19h, no auditório da UEPA (Universidade Estadual do Pará) - Campus XII / Santarém - Av. Plácido de Castro, 1399 – Aparecida. Os interessados não precisarão fazer suas inscrições previamente e entre os palestrantes confirmados, estão voluntários renomados da Operação Sorriso, com ampla experiência no atendimento a pacientes fissurados. Mais informações por meio do telefone (93) 99184-0241. Entre os temas que serão abordados no curso estão “A Operação Sorriso” – Ana Silvia Stabel - diretora-executiva da Operação Sorriso; “Enfermagem – Enfa. Silvia Natch”; “Cirurgia Plástica – Dr. Gerson Ritz”; “Anestesia – Dr. Daniel Kim”; “ Odontologia” – Dra. Bianca Bravim e “Fonoaudiologia” – Fnga. Roberta Cortez. A abertura e o fechamento do evento serão realizados pelo Dr. Jocivan Pedroso.

A ONG Operação Sorriso se prepara para mais uma edição de seu programa humanitário.Também no dia 14 de agosto, a partir das 8h, acontecerá a seleção dos pacientes para realização de 60 cirurgias gratuitas, na Casa da Criança (Av. Barão do Rio Branco, 860 – Santa Clara). No ano em que comemora 20 anos de atuação no Brasil, a equipe de voluntários estará em Santarém pelo 11º ano consecutivo e, de 16 a 19 de agosto, fará as 60 operações em pacientes com fissuras labiais (lábio leporino) e/ou palatais (fenda palatina). As cirurgias serão realizadas no Hospital e Maternidade Sagrada Família (Av. Presidente Vargas, 1606 – Santa Clara), parceiros de longa data dessa iniciativa.

Para participar da seleção/ da triagem, basta comparecer à seleção no dia 14 de agosto na Casa da Criança (Av. Barão do Rio Branco, 860 – Santa Clara, a partir das 8h) com documentos de identificação do paciente e também do responsável (caso o paciente seja menor de idade). Pacientes e mais um familiar que residam fora de Santarém poderão solicitar hospedagem gratuita no dia da seleção. A Operação Sorriso também oferecerá transporte do local da hospedagem ao hospital no dia da cirurgia, além de alimentação, sem custo aos pacientes do abrigo.

FONTE: Approach

Evangelho do Dia (08/08/2017)

Evangelho (Mt 14,22-36)

Depois que a multidão comera até saciar-se, 22Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. 23Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. 24A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. 25Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. 26Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo. 27Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” 28Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, caminhando sobre a água”. 29E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. 30Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” 31Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” 32Assim que subiram na barca, o vento se acalmou. 33Os que estavam na barca, prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!”

34Após a travessia desembarcaram em Genesaré. 35Os habitantes daquele lugar reconheceram Jesus e espalharam a notícia por toda a região. Então levaram a ele todos os doentes; 36e pediam que pudessem, ao menos, tocar a barra de sua veste. E todos os que a tocaram, ficaram curados.

— Palavra da Salvação.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Santarem: Vereador Reginaldo Campos é preso suspeito de participar em esquema que desviou mais de 1 milhão de reais

A Polícia Civil e o Grupo de Atuação
Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Pará deflagraram, nesta segunda-feira (07), a operação "Perfuga" (que em latim significa "o desertor"), para o cumprimento de 38 mandados judiciais, entre ordens de prisão preventiva e temporária, conduções coercitivas, além de buscas e apreensões, em Santarém, no oeste paraense. O objetivo foi desarticular um esquema de corrupção que envolve servidores públicos do município, um vereador, advogados e membros da comunidade. A ação foi coordenada pela Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas.

O delegado Gilberto Aguiar, titular da Superintendência, explica que o nome foi escolhido porque os investigados são, em maioria, funcionários públicos que firmaram o compromisso de bem servir à sociedade, mas abandonaram essa missão quando passaram a agir em interesse próprio. Entre os presos preventivamente está o vereador Reginaldo Campos (foto) uma técnica em Enfermagem, acusados de fazer parte do esquema. Foram decretados pela Justiça de Santarém seis mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, cinco mandados de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada, por ordem judicial, a acompanhar a autoridade policial para prestar depoimento e depois é liberada) e 25 mandados de busca e apreensão.

Entre os locais onde foram realizadas as buscas e apreensões estão a sede da Câmara Municipal de Santarém e da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) em Santarém, e ainda uma sala do Hospital Regional, onde funciona o Setor de Regulação da Sespa. "Estima-se que os prejuízos aos cofres públicos sejam de aproximadamente R$ 1 milhão", explica o delegado.

As investigações mostraram que pessoas da comunidade procuravam o parlamentar na Câmara Municipal de Santarém para solicitar a facilitação de agendamentos de consultas e exames na rede pública de Saúde. Elas eram encaminhadas à técnica de Enfermagem queatua no Setor de Regulação da Sespa, que ficava responsável por providenciar o agendamento com a cumplicidade de outros servidores do mesmo setor. Segundo as investigações, a técnica recebia as demandas encaminhadas pelo vereador e em troca recebia uma remuneração mensal paga pela Câmara Municipal de Vereadores de Santarém. "Os valores eram pagos de forma ilegal sem qualquer prestação de contas do Serviço Público", detalha Gilberto Aguiar.
No decorrer das investigações foram identificadas outras pessoas envolvidas no esquema, que apareciam como "funcionários fantasmas". "Elas recebiam uma remuneração da Câmara sem a devida prestação de contas", explica. Entre esses "fantasmas" estão advogados e pessoas ligadas a lideranças comunitárias ou líderes religiosos. "O inquérito policial apura crimes de peculato (quando o servidor público subtrai dinheiro público para uso próprio), falsificação de documento público, corrupção e associação criminosa", explica o policial civil.

Segundo o delegado Gilberto Aguiar, outros servidores públicos ligados à Câmara Municipal também concorreram para a prática de crimes de peculato e tentaram prejudicar as investigações, falsificando documentos e prestando informações falsas durante o inquérito policial. Além disso, ressalta o delegado, os acusados autorizaram e efetivamente procederam a contratações e pagamentos dos "funcionários fantasmas", mesmo com conhecimento de que não seria feita a prestação de contas obrigatória do dinheiro público pago. As investigações para apurar o esquema de corrupção no município continuam.

Fonte: Agência Pará

sábado, 4 de março de 2017

Evangelho do Dia (04/03/2017)

Evangelho (Lc 5,27-32)

Naquele tempo, 27Jesus viu um cobrador de impostos, chamado Levi, sentado na coletoria. Jesus lhe disse: “Segue-me”. 28Levi deixou tudo, levantou-se e o seguiu.

29Depois, Levi preparou em casa um grande banquete para Jesus. Estava aí grande número de cobradores de impostos e outras pessoas sentadas à mesa com eles. 30Os fariseus e seus mestres da Lei murmuravam e diziam aos discípulos de Jesus: “Por que vós comeis e bebeis com os cobradores de impostos e com os pecadores?”

31Jesus respondeu: “Os que são sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes. 32Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores para a conversão”.

— Palavra da Salvação.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Evangelho do Dia (03/03/2017)

Evangelho (Mt 9,14-15)

Naquele tempo, 14os discípulos de João aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Por que razão nós e os fariseus praticamos jejuns, mas os teus discípulos não?”

15Disse-lhes Jesus: “Por acaso, os amigos do noivo podem estar de luto enquanto o noivo está com eles? Dias virão em que o noivo será tirado do meio deles. Então, sim, eles jejuarão”.

— Palavra da Salvação.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Evangelho do Dia (02/03/2017)

Evangelho (Lc 9,22-25)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 22“O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia”.

23Depois Jesus disse a todos: “Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz cada dia e siga-me. 24Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará.

25Com efeito, de que adianta a um homem ganhar o mundo inteiro, se se perde e se destrói a si mesmo?”

— Palavra da Salvação.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Evangelho do Dia (01/03/2017)

Anúncio do Evangelho (Mt 6,1-6.16-18)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus.

2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, 4de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.

5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar de pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 6Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

16Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 17Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 18para que os homens não vejam que tu estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa”.

— Palavra da Salvação.